Polícia encontra idosa que vivia em condições desumanas e sob ameaça de neta

Polícia encontra idosa que vivia em condições desumanas e sob ameaça de neta

Uma idosa, de 82 anos, foi encontrada em condições desumanas e em local insalubre em Anápolis. A vítima, que foi resgatada pela Polícia Civil (PC) na quinta-feira (18), morava com a neta, 34, da qual relatou viver sob ameaça constante. O caso será investigado.

Conforme relata o titular da Delegacia Especializada no Atendimento ao Idoso (Deai), delegado Manoel Vanderic, a vítima foi localizada no Setor Conjunto Filostro Machado, em Anápolis. Segundo o investigador, a vítima estava com fome e não sabia quando havia comido pela última vez.

“Ela não havia feito nenhuma refeição na quinta-feira e não tem lembrança da hora que comeu no dia anterior. Ela disse que é agredida psicologicamente com ameaças e injúrias e não faz nenhum tratamento médico”, contou.

À corporação, a idosa relatou que possui dificuldade de locomoção e que não consegue, sequer, levantar sozinha do sofá. A mulher disse, ainda, que a neta pega todo o dinheiro da aposentadoria da idosa e não compra alimentos para a residência. Na geladeira existente no imóvel, os policiais encontraram apenas um pacote de goiabada e um pote pequeno de margarina. No fogão, panelas sujas e vazias.

Um inquérito policial foi instaurado para investigar o caso. Nesta sexta-feira (19), a idosa foi encaminhada a um abrigo de Anápolis.

Só na última semana, a Deai resgatou quatro idosos em situação de abandono e maus tratos. O delegado Manoel Vanderic pede que a população denuncie tais casos pelo Disque 197 da Polícia Civil.