Morre Jô Soares, artista e humorista que marcou a cultura do país, aos 84 anos

Morre Jô Soares, artista e humorista que marcou a cultura do país, aos 84 anos

O humorista Jô Soares morreu na madrugada desta sexta-feira (5), no hospital Sírio Libanês, em São Paulo. A morte de José Eugênio Soares foi confirmada pela ex-mulher do artista, Flavia Pedras Soares. “Nos deixou cercado de amor e cuidados”, ela disse. A causa da morte não foi informada.

Jô nasceu no Rio de Janeiro em 1938 e era filho único de uma família rica que perdeu a fortuna. Estudou na Suíça e nos Estados Unidos, falava seis línguas e abandonou o plano de ser diplomata para dedicar-se à vida artística. Interpretou dezenas de personagens, criou bordões e apresentou o mais conhecido programa de entrevistas da TV brasileira.

Foi ator de teatro, cinema e televisão, além de dramaturgo, roteirista, diretor e escritor.
O artista entrou na Globo em 1970, como protagonista do programa “Faça Humor, Não Faça Guerra”. Já havia passado pelas TVs Continental, Rio, Tupi, Excelsior e Record. Atuou, por exemplo, no clássico “Família Trapo”.