Eleitor é o único responsável pela eleição ou não de um político

Eleitor é o único responsável pela eleição ou não de um político

Onofre Garcia

Esse ano de 2022 teremos eleições gerais no Brasil e o eleitor terá de escolher de deputados estaduais a presidente da república. Sendo assim, todos devem ter uma grande responsabilidade na hora de votar, a fim de eleger políticos compromissados com os anseios do povo, honestos e transparentes nas ações. Em Morrinhos a situação não é diferente e o eleitor precisa prestar atenção, porque é nesse momento que aparecem os pretensos candidatos com o velho discurso de que pretendem trabalhar em favor da cidade. Não acredite muito nisso não, tendo em vista que na grande maioria só pensa nos interesses próprios ou de grupos.


Veja só, aqui como em outro lugar vai surgir nomes para disputa com a intenção somente de atrapalhar uma outra candidatura, já que geralmente não tem voto nem para síndico de prédio. Há outros que lançam candidaturas para tentar evitar a eleição de outro, porque faz oposição ou é de grupo adversário e tem sede de poder. Fora os nomes dos conhecidos paraquedistas de última hora que aparecem no período de eleição e depois somem, já que tem compromissos mesmo é com a cidade de origem, outras bases. Todos sabem que uma boa parcela dos políticos só pensa no povo na hora de conquistar o voto e depois de eleitos passam por um processo de amnésia coletiva, esquecendo dos compromissos e promessas.

O principal critério de escolha do eleitor é votar em quem já tem trabalho feito ao município, folha de serviços prestados à comunidade, quem provou que tem disposição e espírito de luta para trazer os benefícios que a cidade necessita. Honestidade, transparência e combate a corrupção também são critérios que tem que ser observados. Vale lembrar que a ação dos maus políticos é culpa do eleitor, pois é ele quem elege. A pulverização de votos é o caminho mais curto para não eleger ninguém e Morrinhos pode continuar sem ter um representante na Alego. Uma pesquisa de opinião séria pode selecionar quem de fato tem condições de votos para eleição. Simples assim. Mas aí entra as brigas de grupos, partidos e etc.